Postagens

Automedicação Para Curar Gripe De Verão

Estou a aproximadamente dois meses sem escrever uma crônica ou um conto, um poema qualquer, uma linha de haikai que seja. Resultado? Tornei-me um tipo de afirmação do que diz a professora Viviane Mosé: Adoeci. Uma gripe tão forte como não sentida por mim a muito tempo. Corpo ruim, coriza abundante, cabeça dolorida, peito ardendo, um mal estar perturbador e uma vontade de escrever incontrolável. Envolvido em eventos de grande porte, não encontrei um tempo para criar um texto, uma poesia, ou algo que pudesse publicar e me orgulhar do que dei ao meu público. Talvez porque sejam tão poucas pessoas que nem repararam que não escrevi algo numa entressafra tão longa.
A poesia açudou dentro de mim, e eu adoeci. Acabrunhei-me por estar com essas palavras presas dentro de mim, e preciso urgentemente libertá-las, colocar à luz. Para curar-me dessa gripe e aumentar minha resistência física, meu sistema auto-imune poético. Não preciso ir para a academia de esportes, posso ir para a academia de danç…

Todas As Noites Antes De Dormir

Imagem
Se eu pudesse,
eu te daria um beijo todas as noites
antes de você ir dormir.
- uai, mas eu posso!!
Então vou te encher de beijos e te abraçar
tão apertado
que vamos parecer só um debaixo do edredom,
e quando, de madrugada, você estiver lá do outro lado da cama,
eu vou te laçar e te puxar
para deitar em meu peito,
aquecer meus pés com o calor das suas coxas
e sorrir até pegar no sono de novo.
E sei que você vai acordar antes de mim
e ficar me vigiando
até eu acordar
com seus olhos sobre mim...
Seu beijo sobre mim...
Seus carinhos sobre mim...
seus pensamentos sobre mim...
E eu vou perguntar:
"Em que você está pensando?"
"Nada não!"
Será a resposta.
E a gente vai acordar se beijando,
com hálito ruim e tudo.
A gente vai se moldando,
se construindo,
se remodelando e
se libertando.
A gente vai estar junto,
brigando,
sorrindo,
perto
ou longe.
A gente sempre vai estar junto,
e junto é junto mesmo,
beijando toda noite antes de dormir...

Ácido

Meu sangue tornou-se ácido
Como foi toda minha vida
Sem graça e avinagrado
Sinto-me sem vigor,  flácido.
Meu humor tornou-se cáustico
Sempre que sorrio, alguém chora
E se faço do meu dia plástico
Um drama, tudo dói, deteriora.
O amor em mim morreu
A alegria dos poemas foi embora
Só existe a saudade dos sonhos
Que coloria os dias de outrora...
Essa saliva secou, colou
E as poesias se desmancharam
Em pedaços de papel vagabundo
Dentro dos bolsos das calças.
Essa ironia tão sarcástica
Seda deitada sobre pele velha!
Batom enfeitando bocas murchas
Que não serão beijadas...
Que não recitarão Castro Alves,
Essa vida sempre irônica,
Fez meu sangue tornar-se ácido.
Meu caráter ficou plástico
E minha fé está em algo trágico...

Capítulos Diários

Cada dia traz sua própria maldade, também, cada amanhecer se apresenta a mim com sua própria oportunidade. Escolherei o que me convém ou o que é lícito?  A cada manhã em que desperto e me levanto da cama para viver, tomo uma decisão inconsciente, decisão de ser e fazer o bem ou o mal. Como em páginas em branco, vou escrevendo minha história e pontuando minhas próprias decisões. Essas páginas diárias se juntam a capítulos semanais e se fecham em novelas mensais. Claro, tudo isso numa convenção da humanidade para contar e medir o tempo. Depois eu posso olhar tudo numa introspecção anual e auto analisar minhas condutas e decisões, o que vem depois é o resultado das minhas escolhas, e isso não é convenção opcional. Aí eu posso tentar entender como esses capítulos se juntaram para fazer o molde de quem sou. Você já entendeu seus capítulos? Não se preocupe; assim como eu e como todo mundo, você entenderá como cada capítulo diário foi importante para formar a novela da sua vida. Amanhã de m…

Vem ser diferente

Todos os que pensam de maneira diferente de mim serão bem vindos. Se você não é cristão e quer conversar, seja bem recebido. Se for adepto à política de direita, vem cá conversar. Vai votar no Lula ou no Bolsonaro, bacana. Nem às eleições eu vou (justifico depois)! Vai comprar um carro de 138 mil e dormir sobre as ripas da cama sem colchão? Parabéns, agimos de modo diferente. Quer falar sobre a covardia de alguns muçulmanos? Te falo sobre a crueldade dos cristãos... Se for cantor de funk proibido, ‘tô aqui pra prozear. Mas, se for pra me agredir ou ao próximo... Melhor me excluir e bloquear, porque você não sabe crescer e amadurecer. Vem ser diferente colorir o mundo misturando o seu marrom ao meu azul, seu rosa ao meu amarelo... A diferença me educa, o semelhante me diverte. O contrário a mim amadurece-me, o que é por mim, só reafirma.

Pensando aqui....

Imagem
Deus nos dá o sono todas as noites.
Ao despertarmos, pela manhã,
nossa voz soa aos ouvidos do Senhor
como indeléveis notas musicais,
nossas ações Lhe são como o ritmo que 'podemos' dar ao dia. E a harmonia? Ele olha tudo para nos criar
a harmonia certa das nossas canções.
O ritmo e a harmonia que oferecemos a Ele todas as manhãs,
darão o tom para compor a melodia
que pode nos fazer rir ou chorar. Nossas canções dependem mais de nós mesmos
do que de outras pessoas,
basta escolhermos os tons maiores, cheios de alegria e entusiasmo,
ou os tons menores,
que nos imprimem a melancolia,
a tristeza e o desanimo. E aí?
Como ficou a sua canção hoje?
Podemos cantar e dançar juntos??

Sete Noites

Sete noites acordadas,
sete insônias,
sete sonhos acordados...
Você em cada noite e em cada pensamento.
Você esteve presente em cada teto escuro,
em cada rolar no lençol,
toda vez que suspirei foi de saudades de você.
Sonhei que podia acordar e ter você aqui ao meu lado...Como poesia você está,
indelével,
mas inodora,
interiorizada,
mas intocável,
inpoematizável,
insofismável. Sete pares de horas em sete noites consecutivas e eu anseio pela dia de ter você real e palpável em minha cama, em meus braços, trocando suores.
Ser seu homem de noite,
seu amante de madrugada,
seu namorado pela manhã,
seu amigo pela dia,
ser seu tudo nos sete dias da semana...
Ser seu e de ninguém mais,
assim eu seria feliz,
o homem mais feliz da terra!