Postagens

Mostrando postagens de 2011

Bandeira Esperança

Bandeira Esperança Quando penso em todos os esforços de muitos por ai em prol de tantas bandeiras levantadas pelos quatro cantos da terra e sendo defendidas com lágrimas, suor e sangue, só respondidas por palavras e palavras, são tantas as palavras pelo ar que vão e vem como as ondas do mar e às vezes são tão bonitas e brilhantes como o pôr-do-sol que enchem os olhos, alguns olhos azuis, outros verdes como a esperança desses tantos que empunham essas bandeiras lavadas em lágrimas, lágrimas de quem vê as crianças pelas ruas, crianças que geram crianças e são rejeitadas, como se tivessem nascidas numa nação sem bandeira, uma bandeira molhada no suor de um povo sem terra, que marcha sob o sol e pede clemência, pede o direito de plantar e ter o orgulho de levantar uma bandeira, uma bandeira manchada de sangue dos animais que vão se extinguindo e dos homens que tentam evitar que os nomes desses animais sejam apenas lembranças, de tantas esperanças, lembranças de tantas bandeiras banhadas em…

Pequena brincadeira na hora do almoço.

Imagem
Pequena brincadeira na hora do almoço noParque Municipal Fazenda lagoa do Nado.
Paulo Siuves                             - Baixo Rodrigo Magalhães                   - Bateria Carlos                                       - Guitarra Wallisson Serra                         - Teclado Ricardo Nascimento                  - Sax alto Sylvio Nascimento                    - Trompete
Sylvio Nascimento é presidente da OMB e regente da Banda de Música GMBH. A música é One Night in Tunísia.

As quatro estações

As quatro estações
Ah, como é bom quando chega o inverno! E eu sinto a minha pele fria Tocar a sua pele quente, sob a luz da lua, Que alumia sutilmente a escuridão do nosso leito. Sim, como é bom quando vem chegando a primavera... O teu perfume pelos campos plagiado pelas flores Eu respiro esse cheiro que exala do teu corpo E, louco, foge para o campo onde as flores o copiam. Sinta, quão gostosa é a chegada do verão Tua pele se bronzeia pelo astro generoso Mas por ti estão ocultas ao generoso sol Caminhos que não são segredos para mim Eis que enfim chegou o triste outono, Trouxe em mãos manhãs acinzentadas Mas quando acordo ao teu lado, amor da minha vida, Até as tristes manhas de outono, são eternos momentos de prazer...
Por Paulo Siuves

Haja Paciência

Histórias de ônibus Essa é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com fato real é mera coincidência.
Haja Paciência

     A gente sempre ouve aquele bordão da TV: – Pergunta idiota, tolerância zero!!!
     Mas convencionemos uma coisa, pra trabalhar dentro de coletivos urbanos, dar quatro, seis, oito viagens por dia, há de se ter saco de papai Noel pra vencer a jornada e se esforçar para não se lembrar do dia por vir.
     Concordo que, às vezes, não dá tempo de formular uma pergunta antes de abordar um desavisado com uma interpelação mais que objetiva na hora do aperto nosso de toda hora, mas não entendo como, imediatamente após a abordagem, o interpelado responde com um irreverente, sarcástico toma-lá-dá-cá...O riso é irreprimível e totalmente desculpável, apesar de ser inconveniente, tal situação o perdoa.
     Por exemplo: Uma situação que acontece todos os dias nas grandes cidades onde o transporte público é praticamente uma cópia, de cidade em cidade, ônibus cheios e viagens aperta…

Arquivo queimado

Arquivo queimado
   Começou cedo uma carreira criminal, o carinha queria mesmo divertir-se a valer, festinhas caras, garotas raras, intenso prazer.    Descolou com amigos um trampo legal, afastava a imagem de um delinquente animal, sabia as esquinas de fácil acesso, a erva leva a conhecer esse pequeno universo. Um sexo promiscuo e chato fazia o tempo passar numa boa, amigos sumindo, sonhos iludidos, parentes apontavam o fraco caráter.    O risco corria para viajar numa boa, a dose mais cara forçava a barra, o assalto não demorou a chegar, uma nove milímetros, proteção a guiar.    Conheceu a barra fria, o pau-de-arara e o chorar. Envolveu-se ainda mais com a vida secular. Do lado de dentro comandou operações, vendo o sol nascer quadrado machucando os corações.    Conseguiu a redução da sua pena, não sabia que ao sair ele sumiria de cena, na avenida a luz maçante de muitos anos seguidos, sob escadas desce escadas com o pó branco conseguidos. Mais ou menos onze e meia sua sentença já traçada,…

Aqui tem

Aqui tem
Aqui tem quem tem, quem não tem também tem. Aqui tem quem quer ter, e tem quem não quer ter. Tem também quem tem quem não tem, mas quem não tem não tem quem tem.  Tem quem tem querer, quem querer quer ter, quem não quer ter? Quem querer quer ter tem que ter quem tem. Quem tem quem tem simplesmente tem, mas quem tem quem não tem, pensa que tem, mas nada tem, pois tem quem quer ter, e quem quer ter não tem querer, ou quer sem querer.  Quem tem, tem querer, ou quer sem querer, mas tem porque tem. Quem não tem querer, quer sem ter poder de querer. Diz o ditado “- Eu que sou eu não tenho querer, ‘ocê querer quer ter?”. Enfim: Quem tem, tem. Quem não tem, tivesse...

Por: Paulo Siuves

Apenas eu

Imagem
Apenas Eu

Agora não canto, não vibro, Não escreve poemas, não faço poemas, Não musico uma letra ou enletro uma melodia. Faço caras e bocas, mas não sai arte de mim; Não sou um artista completo, Sou sem-palco, sem boleia, Sem leitores, sem platéia. Quimeras aos montes, apenas quimeras. Quem me deras se eras daquelas, Não és, não somos, não sou... Falo errado, pintar não sei, Escória, estória, histeria de dentro de mim! Vou gritar, não consigo cantar. Aos prantos, não consigo escrever. Quero voltar a ser eu, apenas eu.
Por: Paulo Siuves

Angustia

Angustia
Eu não sei quem você é não sou eu o que você quer e não tenho pra onde ir se comigo você não estiver

Não vou ouvir os seus discos Não vou ler suas cartas Não vou influenciar as suas decisões Essas portas não são tão largas

Seus sonhos meus ideais Seus dias, minha alegria Meu choro, seu objetivo

Sem mim suas noites são mais legais Seus frêmitos, minha angustia seu orgasmo sem motivo.
Por: Paulo Siuves

Adoro o tango

Adoro o tango
Aaah, o tango... Hum, a valsa... Nossa, cada dança por si só já é um começo de amor, o meio de um "se dar" o fim de um novo espetáculo, cada qual a seu tempo com seu ritmo, com sua pulsação. Pulsação. Pulsação... O sangue fervendo nas veias, a luxuria gritando na cabeça... Meu Deus, o que é isso. Adoro o tango, Ver alguém dançando, dançar enquanto o calor aumenta e o descompasso da alma se cura com a cadência da música. Sentir a valsa dos apaixonados, o tango dos enamorados, o forró de cada dia. Pena que eu não sei dançar...
Por: Paulo Siuves

Abelhas falecidas

Imagem
Ficção - Por Paulo Siuves Abelhas falecidasOntem eu tive de sair mais cedo do trabalho contra minha vontade, graças ao ataque de um bichinho que deu muito trabalho, ou melhor, uma colônia deles. As abelhas africanas, assanhadas por um mecânico de elevadores desprevenido, começaram a atacar as pessoas, tinha mulher gritando, homem parecendo mulher, tinha até um cara que parecia mais forte que o fumacê dos bombeiros civis treinados para enfrentar esse tipo de situação, mas na hora do “vamovê” arriou as quatro rodas defronte dos bichinhos que não desanimaram diante do veneno, nem das fumaças que usaram pra enfrentar o ataque. O prédio fica no centro da cidade, bem na praça Sete de Setembro, vulgarmente chamada de Praça Sete, em Belo Horizonte, capital das Minas Gerais, minha cidade querida.
Pois bem, Naquele momento tudo era euforia e festa. Mandados pra casa no meio da tarde, sem prejuízo no salário!?! Era bom demais pra ser verdade. Eu mesmo fui pra uma happy hour legal. Eu e mais três…

Alguém como você

Alguém como você
Sempre quis conhecer alguém assim, que soubesse viver e sentir o quanto é bom viver, aprender amar, ensinar o amor, é sempre hora de aprender a amar ou reaprender essa conquista do coração, e sempre alguém para amar... (Estou sempre aqui!) Sempre quis conhecer alguém assim, que transformasse a minha vida e me mostrasse que o mundo tem cores que nunca vi, e me desse um tom para cantar uma melodia de amor e de alegria, a canção dos amantes quando descobrem o céu, o vértice do prazer no gozo dos apaixonados. Sempre quis conhecer alguém assim, e agora conheço você e aprendi a te amar. Redescobrimos o amor e nos transformamos um para o outro, sem medo de nos entregarmos a um sentimento puro e inesquecível e viver com toda intensidade essa linda magia que é o amor, afinal sempre quis conhecer alguém assim,  como você!!! 
Por: Paulo Siuves

Minha Filha - Uma Homenagem

Imagem
Minha Filha e uma montagem que fiz com fotos que foram tiradas na PUC Minas. 

Homenagem pra ela e orgulho pra mim!

Acróstico

 Acróstico
Ainda que eu falasse a língua dos anjos e dos homens; Bebesse do vinho dos deuses ou do fel dos demônios; Comesse entre os príncipes e com os mendigos; Desse minha alma em nome da caridade; Entregasse meus bens para serem repartidos; Fizesse e cumprisse sete votos, setenta promessas; Garantisse o direito à vida a cada feto, a todo ser que respira; Humanizasse a mais violenta besta-fera irracional; Instigasse os ladrões e assassinos ao arrependimento; Juntasse as religiões numa só fé; Levantasse uma só bandeira para todas as nações; Movesse todos os corações para o lado da luz e do bem; Negasse aos meus olhos o direito de não ver o que não presta; Ouvisse o clamor de quem chora na escuridão das ruínas; Ponderasse melhor todos os meus gestos e atos; Queimasse todas as provas que condenam os inocentes; Rumasse todo navio negreiro de volta para as suas famílias; Sustentasse com intrepidez toda verdade, ainda que fosse contra mim; Transformasse pedras em pães e tirasse água das …

A Música

Imagem
A Música

A música tem um momento mágico, não sei se é quando eu quase choro, se é quando começo a dançar sem sentir, basta ouvir. E não tem lugar certo, às vezes ela te leva a conhecer o fantástico mundo das suas próprias ilusões, ilusões estas que nem mesmo você conhece, você vive o papel principal da estória e cria no seu mundo as vozes que protagonizam aquele momento... A música não tem explicação, ela conta a sua história de uma forma que não dá pra falar, até viver um grande amor é impossível, sem a música. Você pode até viajar... mas ela, a música, vai com você e quando chegar, ela vai estar lá! A música estava na criação de tudo, as palavras se fizeram com ela, com sua harmonia ouve vida, na sua melodia se fez a razão, ao espalhar os seus acordes criou-se a natureza, na execução da música nasceu o universo. Ela é o segredo das batalhas vencidas e o momento sagrado para os que vencem. O amor se expressa na música e o ódio com ela se desfaz. O homem tem um capitulo a …

A mulher que amo

Imagem
A Mulher Que Amo

Rosas, oh rosas, sois tão pretensiosas!? Acaso ouvistes falar do meu amor?? Perceberam o seu perfume, os adornos dos vestidos dela, Como é cândido o meu amor?
Oh, rosa amarela, o perfume que dela eflui Certamente despertará em ti inveja Tão suave é a fragrância que ela possui.
Nem teu vestido, oh rosa vermelha, Não me parece ser mais tão bonito Em beleza, ao dela não assemelha.
Querida rosa branca, E esse teu ar tão puro? Lamento, é pura presunção. Meu amor tem alva tez, Aveludada e alva tez. Perdoe-me ser tão duro.
Rosa que é rosa, viste a cor da face do meu bem? Tu és rosa, ruborizada ficarás ao ver A rosa cor da pele da linda face que ela tem.
Rosas, rosas, rosas, deixem meu amor passar, Não há nada, nem as rosas, tão bela Como a mulher que hei de para sempre amar!
Por: Paulo Siuves

A grande mentira

 A grande mentira
Um dia você me olhou, meus olhos jamais viram um olhar tão penetrante, Tão brilhante  e apaixonado fiquei, no mesmo momento, Aquele olhar cândido me iluminou, um sorriso me alegrou e meu coração, coitado... Viu como a minha tristeza pode ser alegre, O meu caminho errante pode ser o mais certo E o meu sonho impossível pode ser Uma doce realidade??? Quando você quiser partir, eu vou dizer: “– tudo bem, foi eterno enquanto durou...” minha ilusão não vai ser um desengano e as nuvens sobre os meus olhos não derramam um rio de saudosismo, isto é sadismo, não te amo, nunca te amei, nunca, em toda a minha vida, menti!!!
Por: Paulo Siuves

A boca do meu bem

A boca do meu bem
Hoje é dia de festa, não sei se quero ir. Ficar vai ser tão ruim, quero beijar na boca, E ver velhos amigos, e açudar a solidão... Hoje à noite tem festa de aniversário, mas estou tão deprimido, Tem perfume no ar, cheiro de melancia. Estou realmente preocupado: Só porque o mundo se move em torno do dinheiro, Eu não tenho pecúnia e minha família precisa de mim, Eu preciso de quem?? Quem vem me socorrer?? Hoje tem festa de aniversário e eu não vou levar presente, Não ensaiei, não fui ao ensaio e agora preciso ensaiar uma desculpa, Por não levar presente. São meus parentes e estou me sentindo só, Como um estranho no ninho, não sei se quero ir!! Ouvi um disco triste, o cantor morreu de só, E eu tenho de me resolver, se sobrar alguma coisa de mim, Vou pegar uma taça, encher até a borda e beber; Depois vou beijar a boca do meu bem, não vou levar presente, mas vou, não vou ficar belo, mas vou me sentir limpo... hoje tem festa. Por: Paulo Siuves

(Amigos) Pessoas especiais

(Amigos) Pessoas especiais
Como é bom ter amigos; Amigos são como um presente de aniversário, são pessoas especiais, Quando ninguém mais se lembra o amigo relembra e nos faz sentir uma emoção muito especial: A de ter e ser amigo. Existem amigos que são como flash back, somem por um bom tempo e reaparecem trazendo nostalgia e saudosismo. Outros são como ursinhos de pelúcia; ouvem todas as nossas questões, são umas graças, acabamos nos apaixonando... Há amigos que são como canetas, ajudam a escrever uma página da nossa história, às vezes seria melhor se fossem como lápis... Temos amigos que são como fumaça de cigarro: Surgem numa aventura, somem com o vento e nos deixam seqüelas terríveis!! Existem amigos que são eternos adolescentes, meio inconseqüentes totalmente irreverentes são os mais legais. E os amigos políticos?!? São eloqüentes no falar, acabamos por acreditar em suas promessas (que nunca cumprem). Há amigos que são nossos pais ou irmãos, ou vice-versa. Não impor…

Movimento Reage Goiania convida especialistas para falarem sobre Segurança Social

Imagem
Movimento Reage Goiania convida especialistas para falarem sobre Segurança Social

No inicio da noite de sexta-feira, dia 21 de janeiro de 2011, o Movimento Reage Goiania realizou uma reunião para falar sobre Segurança Social, que contou com as presenças de Claudio de Souza Pereira, diretor de mobilização e formação sindical do SINDPOL-MG, que respondeu às perguntas da comunidade sobre o programa de mediação de conflitos da Polícia Civil e a possibilidade de sua instalação na delegacia de polícia que atende ao bairro; e do Primeiro Tenente PM Jardel Aquiles do Carmo, representando a 22ª Companhia do 16º Batalhão de Polícia Militar, responsável pela policiamento comunitário da área, que respondeu às perguntas dos presentes e informou sobre a Rede de Vizinhos Protegidos e a importancia da mobilização comunitária para a solução de problemas dos bairro.

Policial Civil Claudio de Souza e Tenente Jardel
Carlos Augusto Aguiar da Silveira, integrante do ESPASSO CONSEG e do Consep ACISP 4, qu…