Que me venha essa mulher




Que me venha essa mulher

Que me venha essa mulher, já cansada, amargurada, 
vendo o dia como um tédio, tenebroso senão funesto. 
E que chore e lamurie, mas me faça uma festa, 
Quando o brilho dos teus olhos for de paz. 

Que me venha essa mulher com seu banho madrigal, 
Em seus trajes de dormir, tanto faz se for de seda, 
Ou de malha ou de cetim, que me venha perfumada, 
Descansada, preparada para a noite de prazer. 

Que me venha essa mulher com suas dores, suas pragas, 
Seu odor repugnante, seus cabelos desgrenhados, 
Suas vestes sem passar, não me importo com seu dia 
Se à noite me vem morta de corpo inteiro pra me amar... 

Que me venha essa mulher todo dia, toda noite 
Com seus sonhos fantasiosos, com seu corpo desenhado 
E ornado só pra mim, e me seja uma mulher! 
Que me venha como vinho, que me venha essa mulher. 



 Por: Paulo Siuves

Postagens mais visitadas deste blog

Denúncias

Essa Noite Eu Tomei Você Pra Mim

Esse Amor Que me Fascina