Soneto da lamentação


Soneto da lamentação

Retratos na parede,
Saudades e devaneios.
Queixosos pensamentos
Já não sou mais o mesmo.

Morro aos poucos lentamente.
Minhas noites não são mais as mesmas
Quimeras pela madrugada
Adjetivos sussurrados a esmo

Sinto tanto em minha vida
Já não caibo, só lamento
Nesses versos que compus

O sono pesa, minhas vistas.
Vai embora noite imensa!!
Seja dia – haja luz.

Por: Paulo Siuves

Postagens mais visitadas deste blog

Denúncias

O período da gravidez é um período mágico

Essa Noite Eu Tomei Você Pra Mim