Um Dia Após Um Outro Dia

DUETO:
Um Dia Após Um Outro Dia!

Sol Figueiredo & Paulo Siuves



UM DIA APÓS O OUTRO!

Sempre ui muito destemida
Encarava cada das etapas
Cada desafio, todos os tapas
Com brio, a cada fio de vida!

Para uns parecia metida
Na verdade era pura capa
Que encapa e não derrapa
Nessa vida tão corrida

Contida, meu amor escapa...
Pelo mundo sem um mapa.
Quão perdida, vivo sofrida!

Um após o outro, já esfiapa...
O fio da vida como a farpa
Tal agonia, só em mim trucida.


© SOL Figueiredo - 24/05/2012

APÓS UM OUTRO DIA

Que agonia de viver essa vida
Enfrentando farpas e tapas,
Vendo esse amor que escapa
Entre os dedos da mão espremida

Mesmo parecendo essa capa
De uma menina false, metida.
Escrevendo versos sob medida
É um julgamento que escapa.

Pré-concebido esse conceito
Não mostra mesmo esse trejeito
De poetisa contemporânea

Cheia de charme e espontânea,
Mesmo com angustia momentânea.
Afinal, todo mundo tem defeito...

@PauloSiuves - 24/05/2012

Postagens mais visitadas deste blog

Denúncias

Essa Noite Eu Tomei Você Pra Mim

Esse Amor Que me Fascina