Postagens

Mostrando postagens de 2015

Tente Sorrir

Imagem
Tente sorrir. Olhe para uma folha de uma planta qualquer e procure pelas cores vivas, já que ontem choveu, olhe e sorria, ainda que seja um sorriso forçado. Tente sorrir. Faz muito bem para o ego.
     Olhe para uma xícara bordada ou outra peça em sua casa e sorria, tente, faça um esforço. 
     Após o primeiro sorriso, perceba que o dia parecerá promissor, o sorriso contagia, formoseia o entorno e provoca um Riso mais largado, mais solto. 
     Daqui a pouco serão dois sorrindo, três ou quatro estarão sorrindo porque você tentou. Esses três ou quatro vão influenciar e contaminar pelo menos mais dois ou três e, sem que você saiba, uma multidão estará sorrindo só porque você se permitiu sorrir.       Isso será colocado na sua conta e quando você estiver triste, esse período de tristeza será abreviado porque o seu saldo estará positivo, por que, hoje você decidiu tentar sorrir.
Por Paulo Siuves

Âncoras

Âncoras
As tempestades alcançaram minha alma. vi náufragos me cercarem por todos os lados presos a arremedos de boias. Impotentes para esse fim. Minha embarcação está ancorada sob forte tormenta e minha alma desesperada se prende a uma certeza: A minha amada está a minha espera.
Não importa a força dos ventos, nem a sua imprecisa direção se ela é minha âncora que mantém a minha esperança no meu porto seguro, estarei tocando a vida na certeza de que chegará o momento de levantar âncora e navegar em sua direção. Ah, minha amada, meu amor! Estou seguro que estarás a minha espera. Pode o vento me açoitar, a tempestade me assustar, a solidão me angustiar,a noite me assombrar e o assobio das provas me apavorar. Estou firmemente ancorado à certeza que vou vencer e que minha nau vai seguir viagem, pois, o meu destino está traçado.
Sou marinheiro Navegando em águas distantes, mas não vago errante por terras estrangeiras, pois tenho para onde rumar. Sigo desbravando as montanhas de águas do mar, a…

AMBA - Academia Mineira de Belas Artes

Imagem
No último dia 14, dia do aniversário da minha filha Kênya Helena, aconteceu a cerimônia de posse dos Neo-acadêmicos da Academia Mineira de Belas Artes - AMBA. um evento luxuoso que aconteceu nas dependências do hotel Max Savassi Apart Service.



Na ocasião tomei posse, juntamente com outras personalidades, como acadêmico fundador e secretário geral da recém-criada Academia.


A programação foi muito bem, elaborada e dirigida pela competente Izabelli Valadares, presidente da LITERARTE. No evento teve Exposição de Artes, sarau literário, cerimônia de posse e depois um jantar belíssimo de confraternização.


Na ocasião, pude indicar para receber o prêmio LIBERDADE DE EXPRESSÃO na categoria de Jornalismo, a competente e amiga Roberta Zampetti que abrilhantou sobremaneira essa noite de muitas emoções.

Os meus parabéns à presidente da Literarte Izabelli Valadares, à presidente e à Vice-presidente da AMBA Valeria Schmitt e Vanessa Ramoa, à jornalista Roberta Zampetti, ao jornalista Nelson Martins e à…

Salmos de Paulo Siuves

Salmo de Proteção - Por Escritor Paulo Siuves
Somente em ti, Senhor, eu confio Meu forte onde posso me esconder Tu és meu rochedo e meu socorro sim, tu és em quem eu me refugio
Incline teu ouvido e ouve-me peço-te socorro, busco-o em ti O meu consolo encontro-o em ti dos meus inimigos, Senhor, livre-me
Desde o ventre eu sou dependente Em ti sempre busquei o meu sustento Protege-me do sol e do vento
Senhor, Eu confio em ti somente Livrou-me do eterno tormento louvo Teu nome em todo momento
Reff.: Salmo 74 _______________________________________

BRINCANDO COM AS VOGAIS Poema do "O"

BRINCANDO COM AS VOGAIS

Poema do "O"

Orarei, ó Omnipotente
Oração em oferta de obediência
Observa o que ofereço

Ósculos na ocasião
Ovelha obediente, obstante opressão,
Obfirmado, oposição do ordinário.

Ouça, ó Omnipresente
O objetivo da oração
Ofertar do oeste ao ocaso
Oblações em ode

Olha, ó Omnisciente
Do Oasis originário
Olente Ostentação
És o oleiro, onímodo
Maio/2015 Paulo Siuves

BRINCANDO COM AS VOGAIS Poema do "E"

BRINCANDO COM AS VOGAIS

Poema do "E"

Eu, enojado e enfadado,
Esconjuro o executivo
Estranhas encenações executadas
Enganam os encarregados de escolher

Eleito o escorreito
Este é execrado,
Exposto e expulso

Eleito um embaucador
Ele é exaltado,
Enaltecido e enobrecido

Exijo escrúpulos no escrutínio
Exclusão dos escamoteadores
Estelionatários e espertalhões

Exijo estabelecer eleições estremes
Evidentemente exatas e equânimes
E o estado equilibrado e equivalente

Maio/2015 Paulo Siuves

BRINCANDO COM AS VOGAIS Poema do "A"

BRINCANDO COM AS VOGAIS
Poema do "A"
Amanheci assim, apaixonado
Absorto, amando até à alma.
Amar-te assim ainda acalma
Aquieto-me à amante abraçado.
Amavioso alvorecer arfante
A ação abateu-me alegremente
Argúcia análoga a adolescente
Atrai-me, amásia anelante.
Anoiteço aflito, ansioso
Apressad'stou atrevidamente.
Arrebatado almejo ama-la.
Aproximar assim audacioso
Apertar aqui agradavelmente
Acordar alegre após ama-la.
[Maio/2015] Paulo Siuves

Ser avô!

Imagem
Ser avô!
     Como é ser avô? É ter cabelos brancos e voz grave? É ser visto como o senhor respeitoso e cheio de peripécias quando diante dos netos? É querer ter a juvenilidade do filho e a sabedoria do pai nas horas certas? É será que é fazer tudo certo na hora errada?
     É! Vamos lá, para mais essa estrada desconhecida. Vamos aprender mais da vida, porque a vida é cheia de novas experiências. Vamos voltar à experiência de ser pai. Mas, dessa vez essa pessoinha não saiu de mim. Não diretamente, mas, veio perpetuar minha linhagem e herança, a herança genética.


     Aliás, uma palavra da modernidade! Coisas do futuro que já chegou. Chegou junto com o neto. Essa pessoinha pequeninha que eu já amo. Bem vindo à luz, meu neto. Coerdeiro com meu filho das bênçãos e dos talentos. Seja bem vindo à família. Nós te amamos!


Paulo Siuves - O avô.

Talvez

Talvez a vida comece no instante em que uma borboleta alce voo e, com suas asas coloridas, espalhe novos sentimentos e emoções. 

Talvez a vida comece no naquele breve instante em que o beija-flor paire no ar com seu bico carregado do abençoado néctar e inefável destino. 

Talvez a vida comece naquele instante em que o sol nasce no horizonte e anuncia pela janela do quarto que uma nova oportunidade se apresenta, prepare-se!! 

Talvez a vida comece noutro levantar da lua, na lua cheia, azul prateada, no levantar da lua nova, sobre as montanhas do meu Curral Del Rey, no surgir da lua minguante e vermelha sangrenta sobre as águas do mar, no raiar de outra lua crescente.

Talvez a vida comece quando as estações do ano se acabam a cada trimestre, dando lugar para novas sensações, cores, percepções sensoriais, novas épocas e velhas reações...

Talvez a vida comece quando as ondas chegam para quebrar um estrondo nas pedras , ou calma e serenas nas areias do mar. As ondas vêm e as águas invadem a praia…

Comandante Prates

Acrostico em homenagem ao primeiro Comandante de carreira da Guarda Municipal de BHte Rodrigo Sérgio Prates

R- Renovadas as esperanças
O- onde antes viamos o caos
D- doravante a vontade de 
R- realizar um trabalho que no
I- inicio parecia utopia,
G- ganha forças e 
O- outra vez, crédito especial.

S- Somos guardas municipais,
É-  é essa a nossa farda e missão,
R- reconhecendo um comandante
G- garboso e altivo, honrado e
I- iluminado por Deus com
O- os valores de um amigo.

P- Prontos estamos e jamais
R- recuaremos ante a missão,
A- a postos ombro a ombro,
T- todos cantaremos, somos
E- embaixadores da paz.
S- somos amigos da justiça.

               Por Paulo Siuves
4h06 15/08/2015

A Boca

Imagem
A BOCA

Minha boca que fala teu nome,
Que recita poemas eróticos,
É a boca que tatua sua pele
Com beijos sedentos, com fome.

Minha boca que fala baixinho
"Eu te amo!" Ao pé do ouvido
É a boca que molha seu ventre
E segue molhando o caminho.

Minha boca está com batom
Que tirei dos teus lábios, amor!
Gosto intenso, cor, cheiro , sabor...
O vermelho intenso no tom

Minha boca repousa em teus beiços
E dispensa um beijo secreto.
Na avenida, desejos profanos,
Boca a boca, ficamos aos beijos.

Minha boca está seca agora
Esperando você acordar.
Outro beijo no alvorecer
E meu corpo inteiro aflora.

Minha boca é sua somente
E pra sempre assim o será
É a boca que fala: - Delaine,
Te amarei eternamente!

Loucura

Imagem
Loucura
Ficar louco de vez em quando é necessidade básica para permanecer são. - Osho -
_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_

Ficar louco é necessidade mesmo! Quanto menos louco eu tento ficar, mais loucos atravessam meu caminho mudando minha perspectiva de sobriedade.
- Escritor Paulo Siuves -

Paráfrase

Imagem
Paráfrase
E eu corro e me olho ao espelho de novo e repito cem, duzentas, trezentas vezes que não amo você. Não amo você. Não amo você. Porque se eu assumir de vez que eu amo você, eu sei que você vai embora. E eu simplesmente não suporto a ideia de ver você indo embora.
Paulo Siuves parafraseando Tati Bernardi

Subnesquência (DIA DE FAXINA)

Imagem
Eu, hoje, preciso esvaziar minhas gavetas. Liberar espaço no inconsciente e jogar fora as "tranqueiras" acumuladas ao longo do tempo, na lembrança da minha retina. Não faz sentido algum ficar andando cabisbaixo de cansaço como quem arrasta um cemitério nos ombros. Carregando pessoas que não são importantes mais na minha vida, essas pessoas que deixaram de ser presentes. Aqueles momentos que não foram 'aquilo tudo' e estão lá no cantinho da lembrança, acumulando poeira e mofo... 
Eu, hoje, vou jogar muita coisa fora. A casa deve ficar bem melhor sem tanta coisa pra lembrar, pra incomodar, pra fazer tropeçar e chorar. Vou me livrar das lembranças das antigas namoradas, das antigas desavenças, das amizades que abandonaram o meu bem querer. Vou limpar a estante num instante e jogar os livros escritos à lápis fora, lavar com lágrimas e secar com o suspiro do sono pueril.
Mas, vou passar as poesias a limpo e organizar o que é indispensável. Mandar polir minhas verdadeiras a…

BELA FLOR

Imagem
Bela Flor

Meu coração estava triste O Meu semblante andava triste Seu amor deu-me alegria Aqueceu minha vida fria
Eu dependo desse teu amor Preciso muito do seu amor Mais do que tudo mais que o mundo Vai muito além e mais profundo
Essa paz é bem mais bela Muito mais que a bela flor Essa paz vem do seu amor
Seu amor está sobre mim Sim, está no meu coração. Na letra da minha canção.
Por Paulo Siuves.

A CANÇÃO DOS APAIXONADOS

Imagem
A CANÇÃO DOS APAIXONADOS
Eu canto uma música indecente Um solo onde seu corpo vibra. Rufando tambores no peito, arfando madrugadas adentro. Plagio delírios inexprimíveis, recrio frases desconexas especialmente para a sua voz. Gravo as notas, os acordes perfeitos, toco tríades consonantes destoando do primeiro compasso. O ritmo muda devagar e compassadamente num crescendo "pianíssimo". Seu corpo é o meu instrumento, que prazer tocar, deliciar-me, equalizar-me nas suas trilhas numa frequência gravada no inconsciente.
Cante essa canção só para mim, Seu canto é suave, sua voz plangente, eu me encanto com você. Faça um solo com as dissonantes encontradas pelo tempo, e, a cada compasso, meu corpo estremece. O som ao redor nos envolve, tudo é música de amar, do rangido triunfal das molas do colchão ao descompasso do ritmo da nossa respiração. À cada batida meu corpo estremece e na sequência da escala bem definida executamos  o "grand finale" da melodia da vida, a canção dos apaixonados.

  …

Ishtar

Ishtar
    (Nikita - Elton John) "Você sonha comigo às vezes? Você vê as cartas que eu escrevo? Quando você olha através do arame farpado, Nikita, você conta as estrelas à noite? E se chegar um tempo que Armas e portões já não te prenderão mais? E se você estiver livre para fazer uma escolha? Apenas olhe para o oeste e encontre um amigo. Oh, Nikita, você nunca saberá nada sobre meu lar. Eu nunca saberei como deve ser bom te abraçar. Nikita, eu preciso tanto de você",

        Às vezes você se permite certas aventuras e, em seu mundo de silêncio, a fantasia parece escorrer por entre os dedos. Escorre e entra em mim por meus ouvidos, suas permissões entram em mim e aquecem meu coração, mesmo que seja para, dias depois, enrijecer e me ferir.
       Oh, Ishtar. Você faz me ausentar do sono e não sabe a falta que você me faz. Eu preciso tanto de você e de seus abraços para viver! Você não tem ideia do quanto eu te amo. Você sonha comigo às vezes?
      Você sente falta de conversar co…

Salmo de Lamentação

SALMO DE LAMENTAÇÃO


Oh meu Deus ouve a minha súplica
Livra-me, te peço, ouça a minha oração.
Pesado estou e triste em meu coração
Cheio de dor e vinho eu fiz a minha música

Neste mundo Ninguém pode me ajudar
Livra-me depressa, pois estou aflito
Em Nome do Teu filho Jesus Cristo
Estende a Tua mão para o meu fardo aliviar.

Meu coração amanheceu angustiado
Como aquele que desce à cova a sua amada
Como aquele que olha o inimigo e não faz nada
Só tu podes aliviar meu espírito desolado

Livra-me, ó Senhor. Fujo para ti, para me esconder.
Minha alma está aflita e jogada à escuridão
Ninguém nesse mundo pode dar-me a solução
Todos dizem que a viver assim é melhor morrer

Não darei ouvidos á voz dessa multidão.
Porei meu coração a descansar em ti
Essa noite eu cantarei a tristeza aqui
De dia, Te louvarei com uma nova canção.

O Senhor mandará a sua misericórdia
E das minhas angústias vai me libertar
Em oração, de alegria eu vou cantar
Minha alma estará, ó Deus, em sua custódia.


Por Paulo Siuves

Eu Vou Cuidar de Mim - Por Paulo Siuves

Eu vou cuidar de mim.
Porque assim estarei cuidando de você.
Hoje eu vou mudar as fotos do perfil social.
Trocar por uma qualquer, bem clichê...


Eu sou pássaro sem ninho e
sem nenhum motivo para alçar vôo.
Por mais que eu tente pra longe voar,
Dentro de mim levar você eu vou.

Há complicações em imitar o vôo das aves.
Existe limites para minha vã imaginação.
Somente com seu abraço e Beijos suaves,
na madrugada gelada, aquece meu coração.

Eu vou tratar mais de mim.
Vou tentar me esquecer de você.
Não vou olhar nossas fotos no perfil social.
E apagar os vídeos de sessão privê...


FÊNIX

Imagem
Fênix Por Paulo Siuves
Me sinto como fênix, me refazendo do susto. O chão fugiu de sob mim e o ar me rejeitou, não aceitou inflar meus pulmões. Você não tem noção da falta que está me fazendo. Eu pensei que era a felicidade, mas era uma nuvem. Eu pensei que era você e eu, mas era só você. Você. Você.
Fênix entre as chamas, se rebatendo. Coração acelerado, pele ardendo. Palavras em voga, vão se perdendo. O tempo não passa, me desfazendo...
Era ilusão, agora é solidão. Estou assustado. Com medo de ter sido nós dois indo embora junto com a areia do ampulheta. É fogo consumidor, não era para durar. Cruel e vulgar.
Me deixe nessa solidão, porque é nessa situação que eu vou me refazer. Como a ave mitológica, eu vou ressurgir sem você. Apenas não vou te esquecer...

 BELO HORIZONTE MARÇO / 2015