Soneto de Insônia

Chega a noite e eu deito na cama
Cansado da dura labuta
E logo o Morfêu me recruta.
Mas, a insônia também me chama

De madrugada vivo uma trama
Não consigo dormir sozinho
Tenho que levantar cedinho.
Para aumentar mais o meu drama

Levanto da cama bem cedo
Tão cansado quanto eu deitei
Torturado, ansioso e com medo

Parece que só cochilei...
O bom da madrugada aceso
É que mais um poema criei

Postagens mais visitadas deste blog

Denúncias

Essa Noite Eu Tomei Você Pra Mim

Esse Amor Que me Fascina