CAMINHOS DA MADRUGADA

Já não tenho tempo para sonhar, tantos sonhos que nem sei aonde foram voar.
Fiz minha estrada e percorri o caminho que eu mesmo escolhi com escolhas certas e erradas, com sandálias gastas e com calçados novos em folha.

Aliás, virei a folha. Acabei de escrever mais uma página e o relógio lá da sala de jantar está pronto para soar as doze badaladas noturnas.
Sim! Diz meu coração.
Não! Diz a razão.
Mas, não criei asa para voar com a razão.
Tenho tempo para mais um cigarro e para mais uma oração. Agora o dia está terminando, ou melhor, a noite está terminado.
O dia começa sempre com a madrugada. E eu ainda tenho tempo para mais um vinho.

Ah! Vinho bendito. Bebida dos deuses. É mais um motivo para me fazer abrir os olhos e ver que já não tenho mais tempo para viajar em pensamentos tolos.
Parcos de ilusão e cheios de desilusão. De mãos dadas com meu amor, eu vou percorrer  a mina estrada e quem me olha e aponta com os dedos sujos de lama da história, ou cheios da poeira do tempo, não pode percorrer o meu caminho.

Eu sou assim. Completamente doido por ela. Ela é o meu grande amor e com ela me perdi. Ela me realizou e ela me domou! Agora percorrerá o meu caminho de mãos dadas comigo! Então, Boa noite, resto do mundo! Vou sonhar, sonhar, sonhar, sonhar, sonhar...


Por Paulo Siuves

Postagens mais visitadas deste blog

Denúncias

Essa Noite Eu Tomei Você Pra Mim

Esse Amor Que me Fascina