Grande Professorinha

"Grande Professorinha"

"Vai ser bela assim..." Pensava ele!
"Incrivelmente Bela!" E olhava-a de alto a baixo. 
"Verdade seja dita..." e sua moral cristã o açudava.
"Indizível, sua beleza..." Divagava ele consigo, pensativo.
"Adjetivos pueris inexistem para ela." Observava-a em silêncio...
"Nunca vi alguém tão bela." Confirmando sua aprovação.

"Será ela casada?" Observando as mãos delicadas dela.
"Eu acho que sim." Ele suspirou pesaroso.
"Isso é pecado! " Reprimia-o sua consciência cristã. 
"Xxiiiiii." Fez ela para a classe. Ele desviou o olhar.
"Assim vou ser reprovado." Folheando o caderno de Gramática.
"Será que ela..." E ele começava a copiar a matéria do quadro.

Por Paulo Siuves

Postagens mais visitadas deste blog

Denúncias

O período da gravidez é um período mágico

Essa Noite Eu Tomei Você Pra Mim